Confinamento produtivo e ativo: o que se fazer por casa?

Confinamento produtivo e ativo: o que se fazer por casa?

Estar em confinamento torna-se aborrecido muito rapidamente. Se sente que gostaria de se manter ativo e até aproveitar o tempo livre por casa de forma mais produtiva, este artigo é para si.

Este período que se vive atualmente em Portugal pode ser complicado de lidar. Para alguns, significa mais tempo livre em casa, tempo esse que gostariam de passar de forma algo produtiva. Se é o seu caso, aproveite a oportunidade e veja as nossas sugestões.

 

14 atividades para fazer no confinamento

1 Meditar

Vivemos num mundo de ruídos: somos bombardeados com informação e estamos constantemente contactáveis. Chega a um ponto em que tudo pode ser overwhelming. Para encontrar tranquilidade e desligar-se de todas as más notícias, encontre um espaço tranquilo e tente meditar. Pode acender algumas velas em seu redor ou usar música de meditação terapêutica para criar um ambiente de paz.

Se nunca praticou meditação e não faz ideia por onde começar, a Netflix tem uma série chamada “Guide to Meditation”, uma produção Headspace, que também são responsáveis por vários vídeos sobre o tema que pode encontrar no Youtube. Também existem várias apps que pode instalar no smartphone que o orientam durante a meditação.

Esta é uma das atividades mais eficazes para aliviar o stress e procurar a sua paz de espírito em tempos de incerteza.

2 Manter contacto com quem é importante

Família, amigos próximos e até alguns colegas de trabalho. Apesar de estarmos isolados de quase todo o mundo, justifica manter o contacto com algumas pessoas que nos fazem bem. Já para isso existem inúmeras formas de fazer videochamada.

Confinamento produtivo e ativo: o que se fazer por casa?

Reserve algum tempo ao fim de semana para uma uma bebida virtual com os seus amigos, faça uma chamada para familiares ou mantenha a comunicação com os colegas de trabalho na mesma situação, para se sentir menos sozinho/a. Afinal, estamos todos na mesma situação.

3 Ouvir mais música (e cantar em voz alta)

Enquanto trabalhava em escritórios provavelmente já usufruía das suas músicas com fones, mas agora que está em casa não precisa de restringir a música aos seus ouvidos.

Se está em teletrabalho ou em isolamento em casa, ouça a sua música ou canais de rádio como bem entender. Use as colunas — se forem portáteis pode levá-las consigo enquanto anda pela casa — ou o smartspeaker para reproduzir o que bem quiser. Se sentir vontade de cantar em voz alta, porque não fazê-lo?

4 Pôr o sono em dia

Em qualquer circunstância, assegurar que se dorme as 8h diárias recomendadas em importante, mas nesta altura deve continuar a cuidar da sua saúde e resistir à tentação de ficar a ver filmes até às tantas da madrugada.

Pode usar uma pulseira fitness ou um smartwatch que possuam o recurso de acompanhar o sono, para compreender melhor o que se passa durante a noite.

5 Fazer um curso gratuito

Se tem mais tempo livre entre mãos e gostaria de ser produtivo nestas alturas, por que não aproveitar para fazer um curso online gratuito? Basta um computador e vontade de aprender.

O Coursera é um site que oferece cursos certificados por universidades dentro das mais variadas temáticas e pode obter um certificado no final. Se tem um pequeno negócio e gostaria de aprender mais sobre marketing digital, pode fazer os cursos do Google Atelier Digital.

6 Aprender uma nova língua

Quem diz um curso, diz um novo idioma. As aplicações gratuitas Memrise e Duolingo, que pode instalar no smartphone ou tablet, ajudam-no nessa tarefa.

7 Ver documentários em streaming

Se gosta mesmo de ver filmes ou séries, pode dar por si a fazer binge watching e a passar muito tempo de forma não produtiva. Altere esse hábito neste confinamento: aposte em documentários. Desta forma, continua a fazer uma atividade de que realmente gosta, ao mesmo tempo que aprende sobre algo.

8 Ler o livro que tem estado a adiar

Ler livros é uma forma de exercitar o cérebro, aumentar o vocabulário, reduzir o stress e também desenvolver a imaginação. Qualquer que seja o seu estilo preferido, dedique uma hora do seu dia para a leitura. Vai ver que depois de começar não vai querer parar.

Jovem a ler num tablet

Pode utilizar o seu tablet para ler livros em formato digital. E se por algum motivo lhe custa concentrar-se na leitura, aposte em audiolivros.

9 Escrever um diário

Seja em papel e caneta, ou num computador, telemóvel ou tablet, registar os seus pensamentos ou realizações com frequência é uma forma de organizar as suas ideias e sentir-se em controlo sob si mesmo.

10 Praticar exercício físico

Praticar exercício físico com regularidade tem inúmeros benefícios para a saúde, inclusive a nível psicológico. Estar muito tempo em casa é um passo dado em direção ao sedentarismo. Aproveite o confinamento de forma produtiva e mantenha-se em forma com uma rotina de treinos que pode fazer no conforto de sua casa — alguns até à secretária!

11 Não esquecer os passeios higiénicos

Mesmo em confinamento total, os passeios higiénicos são um direito dos cidadãos que não deve ser descurado. Sair por uns minutos de casa para dar uma caminhada ou até uma corrida — com os devidos cuidados para se manter protegido — é fundamental. Mantenha-se ativo, pode mesmo ajudar a reduzir a ansiedade associada a estes tempos estranhos que vivemos.

12 Abrir a garrafa de vinho guardada para uma ocasião

Sabe aquela garrafa de vinho ou de champanhe que tinha guardada no frigorífico ou na cave de vinhos para uma ocasião especial?

Não há nada como o presente! Use este tempo para cuidar de si mesmo/a e se divertir.

Confinamento produtivo e ativo: o que se fazer por casa?

13 Surpreenda os amigos

Estar em confinamento não pode ser desculpa para se esquecer dos aniversários dos amigos mais próximos ou da família. Na Radio Popular tem muitas opções à escolha e pode encomendar online e escolher a morada onde entregam. Assim, cumpre o isolamento e ainda pode presentear quem lhe é mais importante.

14 Agradecer não custa

Dizer um simples “obrigado” pode fazer toda a diferença. Ser educado com quem continua a trabalhar nestes tempos não custa e ainda pode fazer o dia a alguém. Da próxima vez que sair de casa para tratar de algum assunto de primeira necessidade, não se esqueça de agradecer a quem está por detrás do balcão.

// RPT

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie o seu comentário
Indique por favor o seu nome