A luta pelo 1º lugar foi renhida na Running Wonders de Évora

TVI Running Wonders by GlobalSport

Évora Corrida Monumental TVI Running Wonders by GlobalSport

Évora Corrida Monumental TVI Running Wonders

A penúltima etapa do circuito TVI Running Wonders decorreu ontem, dia 24, em Évora. A Corrida Monumental foi renhida até ao fim: o primeiro qualificado teve menos de 2 segundos de avanço sobre o segundo.

Marco Miguel ganhou a Meia Maratona (21km), mas foi por pouco. Muito pouco. O atleta do Clube de Praças da Armada registou 01:07:55. Um segundo e meio fizeram toda a diferença para Bruno Paixão, atleta não federado que marcou 01:07:57, e assegurou a segunda classificação.

Na categoria feminina foi Solange Jesus que fez as honras: a atleta do Sporting cruzou a linha de meta com 01:16:02.

Já na Mini Maratona de 10 quilómetros foi Celso Graciano, do Beja Atlético Clube, o feliz contemplado com o primeiro lugar. Finalizou a prova em 33 minutos e 28 segundos. A primeira qualificada feminina, Ana Mira, marcou 00:48:35.

Ao todo, terão sido cerca de 6 mil atletas que ajudaram a celebrar o 33º aniversário do reconhecimento internacional da riqueza patrimonial do Centro Histórico da cidade de Évora.

“Numa altura em que estamos envolvidos no processo de candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura 2027, uma prova desportiva com esta dimensão, em que, mais do que a competição, o que está na sua génese é a valorização do nosso património, aliada à promoção de estilos de vida saudáveis, e com efeitos visíveis ao nível da coesão territorial, a presença de tamanha moldura humana deixa-nos muito orgulhosos”, refere o Presidente da Câmara Municipal, em declarações ao Diário Campanário.

Esta é mais uma prova do circuito Running Wonders, que abriu em maio com “A mais bela corrida do mundo”, pelo Douro Vinhateiro, já passou por Guimarães em junho, em Viseu fechou a Festa das Vindimas e também passou por Coimbra em outubro.

Atualmente, o circuito conta com corridas em locais de elevado valor cultural e classificados como Património da Humanidade pela UNESCO — exceção feita a Viseu.

A iniciativa, explica a organização da prova, “pretende envolver todos os participantes numa atitude de sustentabilidade para com o Património que se pretende preservar e partilhar, promovendo experiências únicas de divulgação dos territórios, como conferências, exposições, degustações e muita animação”.

As diversas etapas das provas permitem assim “divulgar, comunicar e dinamizar aspetos tão importantes como a atividade turística e a informação cultural dos territórios”.

As diferentes provas são marcadas pela diversidade dos destinos em que se realizam, que em comum têm apenas a beleza incontestável dos lugares e paisagens envolventes e os valores de desenvolvimento sustentável e preservação ambiental que transmitem — e a que os amantes de fitness dão particular atenção.

Os atletas participantes são das mais variadas origens, federados ou não. Muitos dos quais optam por se fazer acompanhar de equipamentos e acessórios que ajudam a rastrear a atividade física e o desempenho — pulseiras monitores de desporto —, bem como melhorar a performance — como auriculares, por exemplo.

A próxima prova do circuito é em Portimão — Corrida Mediterrânica — a 8 de dezembro, que fecha a edição de 2019 do circuito TVI Running Wonders — Meias Maratonas em Patrimónios Mundiais, de que a Radio Popular é um dos patrocinadores oficiais.

// RPT

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie o seu comentário
Indique por favor o seu nome